Arquivo da categoria: Obituário

Você é especial!

foto

Homens… Mestres em oratória… Repetem sempre o mesmo discurso: “Você é especial para mim”. Mas não basta a repetição contínua deste discurso blasé, eles necessitam que você acredite neles… E aí, eles decidem casar, com uma mulher que é tão vítima desse rolo todo quanto você, mas com o azar de não se saberem enganadas por estes sujeitos, que repetem infinitamente este discurso para você, sim… você, a candidata à Outra.

E a maior parte do problema, nem é o discurso, nem é existir outra vítima… Nem é a filhadaputagem por si só… Não… A pior parte é você “ousar” em dizer: Não, não quero a vaga de amante, obrigada. De nada!

A partir daí, começam todos os outros problemas, que é a tentativa desse homem, de te convencer do quão ruim você é, pois pense bem, como você pode dispensar uma vaga tão indispensável quanto esta?
É muita ousadia feminina querer ter uma vida na qual você não tenha que se contentar com migalhas de ninguém, é um disparate você se achar digna de um papel principal, afinal, você é tão especial, mas não é especial o suficiente para ser a titular, você é tão especial, mas tão, tão especial, que ser protagonista não é mérito seu. E para esse homem, a protagonista deve ser algo muito mais que especial, pois ela além de tudo, não pode nem ao menos compartilhar o conhecimento de que existem outras tantas, tão especiais quanto ela… Acho que os homens tornam todas as mulheres especiais, se for ver bem.

E aí, depois de você recusar a vaga reserva [ou quase gandula], você precisa reconhecer seu erro, que não é menor que recusar… Você tem amigos! Sério, você precisa repensar sua vida, pois como você, mulher ingrata, ainda se dá ao luxo de ter amigo? Pior ainda, amigos no plural? Blasfêmia maior: AMIGOS HOMENS!!!

Você perde o direito à vida própria a partir do momento que um desses homens bate os olhos em você, porque nesse instante, você torna-se uma propriedade “privada” dele. E como se não bastasse toda a ironia contida nesse discurso, ainda há a ironia maior, que é a insistência veemente que esses homens possuem em te deixar mal, em fazer com que você se sinta culpada por toda essa loucura mencionada acima.

Mas você, mulher, é livre. VOCÊ É LIVRE! É tão livre, que pode ter amigos, namorados, pode até aceitar este tipo de proposta indecorosa [sim, você pode isso também], pode ter namoradas, pode estar sozinha, acompanhada, você pode ser feliz independente de homens assim e não deve nunca se sentir culpada em dizer não a homem nenhum, pois sua liberdade é tão grande, que te permite também recusar algo que não vale a pena para você!

E se ele ficar de charminho, fazendo raivinha, de bico, de cu doce… Querida!!! Quem perde é ele, que nem ao menos soube preservar sua amizade!!! ELE É QUEM PERDE A PESSOA MARAVILHOSA QUE VOCÊ É! ELE PERDE ESSA PESSOA TÃO ESPECIAL QUE VOCÊ É!

VOCÊ É ESPECIAL! DE VERDADE! INDEPENDENTE DE QUAISQUER DISCURSOS BLASÉS!